6 coisas que você precisa saber para não jogar sua imagem profissional no lixo

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Sua imagem profissional é algo que você demora para consolidar, mas que pode ser destruída por menor que seja o erro


Sua imagem profissional é algo valioso. No mundo dos negócios, uma mancha na imagem que você passa como profissional para seus clientes é parte do valor implícito do seu produto ou marca. "Pode parecer um tanto injusto julgar uma pessoa pela aparência e comportamento em vez de fazê-lo exclusivamente pelo desempenho, mas, em muitos ambientes profissionais, os julgamentos sobre as pessoas são feitos com base na imagem profissional que elas exibem como resultadoda aparência e comportamento", explica a consultora Ann A. Cooper em seu livro "Imagem Profissional".


1. Código de vestimenta

Por mais clichê que seja alertar sobre a forma como você se apresenta fisicamente dentro do ambiente profissional, nunca é demais relembrar que em situações como um encontro com um potencial cliente nem sempre haverá tempo para mudar as primeiras impressões que ele têm de você como profissional. E essas primeiras impressões, geralmente, vêm da forma como você aparenta fisicamente. "A vestimenta profissional é a sua embalagem. As pessoas com as quais você interage todos os dias vêem essa embalagem e fazem julgamentos a seu respeito. Às vezes, elas têm a oportunidade de mudar de opinião após conhecer alguém, ou alguma coisa, um pouco melhor, mas, inicialmente, é a aparência que costuma determinar as primeiras impressões", alerta Ann A. Cooper.

Ann alerta ainda que o seu futuro profissional também depende de como você se veste dentro da empresa, embora a maioria dessas avaliações aconteçam a nível subconsciente. "À medida que você progride na carreira, os empregadores continuam a avaliar sua imagem profissional quando o consideram para promoções e posições que exigem mais responsabilidade", diz Cooper.

Para a autora, a forma com que você se veste para o trabalho deve seguir algumas regras básicas:

a) Ser coerente com os outros profissionais da organização;
b) Confortável e com caimento apropriado;
c) Não ofensiva aos outros e que não atraia atenção negativa
d) Bem cuidada e limpa;
e) Apropriada para a ocasião;
f) Coordenada para criar uma aparência apropriada.

2. Falar corretamente

A comunicação oral é um fator importante no mundo dos negócios. Por mais imerso em tecnologia que esteja sua empresa, em algum momento um contato "real" vai ser estabelecido entre você e o seu cliente, exigindo que você saiba se comunicar adequadamente para a situação. Além do domínio da sua língua nativa, para não cometer erros grotescos de gramática, é necessário práticas de dialética para não fazer feio. Como Ann A. Cooper diz em seu livro: falar corretamente envolve muitos componentes.

Confira as dicas:

a) Use a dicção apropriada;
b) Utilize a língua corretamente;
c) Evite gírias e acrônimos;
d) Fale com confiança;
e) Comunique-se com clareza, concisão e precisão

3. Pontualidade

Ninguém gosta de esperar. Se você está fazendo o seu cliente esperar, saiba que nessa situação só quem tem a perder é você. O cliente pode acabar irritado com os atrasos, sua empresa perderá a oportunidade de fechar o negócio, além disso você pode ficar conhecido como alguém que não cumpre com os compromissos. "O profissional deve ser organizado e estar preparado para as reuniões, deve chegar aos compromissos alguns minutos antes da hora combinada e receber os clientes na hora marcada. Isso mostra respeito pelos outros e pelo tempo deles", aconselha Cooper.

4. Relacionamentos com colegas de trabalho

Ann Cooper aconselha que a relação com os colegas de trabalho seja resumida às questões profissionais, evitando assim que incômodos sejam criados dentro da empresa. "Não é apropriado namorar pessoas que estão em sua área imediata de trabalho. Isso pode causar uma série de problemas no trabalho, mesmo sob as melhores circunstâncias, e pode se transformar em um desastre profissional se o relacionamento não der certo", alerta.

5. Bom ouvinte

Saber ouvir é uma parte indispensável para manter sua imagem profissional, porém que é frequentemente negligenciado no processo de comunicação. Stephen Covey em seu livro "Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes" afirma que jamais poderemos de fato entender uma pessoa ou a mensagem que ela transmite se não aprendermos a ouvir com eficácia. "O ato de ouvir envolve o entendimento do que está sendo dito e do que não está. Ouvir transmite a idéia de que você se importa com o ciclo total da comunicação", fala Ann Cooper.

A consultora compartilha ainda diretrizes para se tornar um ouvinte melhor. "Reconheça a importância do ato de ouvir no ciclo da comunicação, dê atenção total a quem está falando, sem interrompê-lo até que tenha terminado e esteja atento à linguagem corporal, pois esta pode ter outros significados".

6. Aceitando críticas

Um bom profissional não é aquele que se acha autosuficiente e que pode fazer tudo sozinho, mas o que aprecia a ajuda dos colegas de trabalho e utiliza esses conselhos para ser ainda melhor. Sempre tentamos proteger o nosso trabalho, portanto quando alguém comenta algo, mesmo que com boas intenções, sobre suas tarefas, a nossa primeira reação é tentar defender. Porém é necessário que você esteja aberto aos comentários dos colegas: uma visão de fora pode ser útil para tornar um bom projeto em algo melhor ainda. "Evite receber a crítica como um ataque pessoal, em vez disso, considere-a um feedback sobre um trabalho ou tarefa. Ouça cuidadosamente o que está sendo dito para conseguir corrigir a situação no futuro", aconselha Cooper.

Fonte: Redação, Administradores.com

Pagamento do PIS começa nesta quarta-feira

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Pode sacar quem faz aniversário em julho e não tem conta na Caixa.
Metade dos benefícios começa a ser concedida em janeiro do ano que vem.

Do G1, em São Paulo
O pagamento do abono salarial do PIS/Pasep começa a ser feito nesta quarta-feira (22) para quem não é correntista da Caixa Econômica Federal ou do Banco do Brasil e faz aniversário em julho.



Atualmente, o dinheiro é pago a quem tenha exercido atividade remunerada por, no mínimo, 30 dias consecutivos ou não, no ano, mas o governo queria limitar o pagamento a quem tivesse trabalhado ao menos seis meses. A mudança, no entanto, foi derrubada no Congresso.

Como receber
Os trabalhadores inscritos no Programa de Integração Social (PIS) recebem o abono salarial nas agências da Caixa – no caso de correntistas, o crédito é feito na conta. Os inscritos no PIS que tiverem o Cartão do Cidadão com senha cadastrada também podem fazer o saque em lotéricas, caixas de autoatendimento e postos do Caixa Aqui. Os inscritos devem apresentar um documento de identificação e o número do PIS.
Segundo o Codefat, a primeira parte dos benefícios será paga mensalmente, de julho a dezembro deste ano. O restante será concedido de janeiro a março de 2016. Desta forma, o governo irá economizar R$ 10 bilhões neste ano. Antes, a previsão era que todos os benefícios fossem pagos até outubro de 2015. Os pagamentos feitos em 2016 já levarão em conta o salário mínimo aprovado para o próximo ano.
No início deste mês, o Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) decidiu que metade dos benefícios do abono salarial que seriam pagos este ano só serão concedidos em 2016. A mudança segue orientação do Ministério da Fazenda, como parte do ajuste fiscal.
O Ministério do Trabalho e Emprego afirmou que a mudança pretende "garantir a saúde financeira do Fundo e proteger um patrimônio dos trabalhadores". "Mais pessoas, nos últimos 12 anos, ingressaram no mercado de trabalho, saltando de 23 milhões para 41 milhões de [trabalhadores] formais. Isso passou a exigir um aumento progressivo e concentrado do desembolso do FAT [Fundo de Amparo ao Trabalhador] para atender ao benefício", informou a pasta. Como o FAT já está no vermelho, caso o calendário fosse mantido, seriam necessários quase R$ 18 bilhões adicionais.
O abono salarial é uma espécie de 14º salário para uma faixa específica de trabalhadores. O benefício, que equivale a um salário mínimo, é pago anualmente aos trabalhadores que recebem remuneração mensal de até dois salários mínimos.

Orçamento
Mais cedo, o Codefat já havia aprovado a proposta de orçamento do fundo para 2016, de R$ 76,48 bilhões. Para isso, seria necessário um aporte do Tesouro Nacional de cerca de R$ 4,02 bilhões.
Do Fundo de Amparo ao Trabalhador saem os recursos para o pagamento do seguro-desemprego e do abono salarial dos brasileiros. A proposta ainda será avaliada pelo governo federal, podendo sofrer cortes.
A previsão é que serão gastos R$ 17,12 bilhões com pagamento do abono salarial a 23,4 milhões de trabalhadores e R$ 34,88 bilhões com o seguro-desemprego para um total de 7,9 milhões de trabalhadores em 2016.
O FAT tem previsão de repassar R$ 22,3 bilhões ao Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Socil (BNDES), por força do artigo 239 da Constituição – que destina 40% da arrecadação do FAT ao banco.


Fonte: http://g1.globo.com/economia/seu-dinheiro/noticia/2015/07/pagamento-do-pis-comeca-nesta-quarta-feira.html

A Escolha da Profissão

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Ao longo da vida escolar, principalmente no ensino médio, os alunos têm um único objetivo: a escolha de uma profissão.
Alguns estudantes crescem determinados desde a infância, sabendo em que irão trabalhar, mas muitos, em razão da pouca idade e experiência de vida, não conseguem definir o caminho a seguir.
Realmente não é uma decisão fácil, mas algumas atitudes podem ajudar, o fundamental é conhecer as diversas profissões existentes no mercado, bem como especializações, ou seja, as diferentes opções que existem.
Para isso, buscar informações sobre uma profissão, não só no que diz respeito ao exercício da mesma, mas como está o mercado de trabalho, a faixa salarial para o profissional que a exerce, o campo de atuação profissional, como a mesma é aceita e inserida na sociedade, é fundamental.

     Profissão - conhecer para escolher

Fazer um passeio por faculdades também pode ajudar na escolha, pois durante as visitas o jovem terá a oportunidade de ver de perto como são as aulas, as estruturas das faculdades, o que lhe dará um bom suporte.
À medida que formar opinião sobre as profissões que interessam mais, o aluno poderá buscar os locais onde existam esses profissionais e explicar que quer conhecer a forma como trabalham. Ver de perto os procedimentos de uma carreira é uma excelente forma de descobrir aquilo que gosta ou não.
É comum ver estudantes que lutam por vários anos, mas quando ingressam na faculdade descobrem que não gostam daquilo, perdem o encanto com a carreira escolhida. Por isso é fundamental fazer um primeiro contato com o mundo profissional, para se certificar bem e não cometer erros.
Correr atrás, buscar o máximo de informações possíveis sobre os mais diversos cursos, pedir ajuda aos pais, trocar informações com amigos e parentes, procurar ampliar os conhecimentos, são atitudes necessárias.
É necessário perguntar muito, sem ter medo nem tampouco vergonha, pois o erro poderá resultar em prejuízos futuros.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola

Fonte: http://www.brasilescola.com

Balcão do Microcrédito está com inscrições abertas em Américo Brasiliense

terça-feira, 21 de julho de 2015

Evento nesta terça-feira (21) de julho é oportunidade de acesso a empréstimos de pequeno valor para quem deseja abrir um negócio, para microempreendedores individuais e microempresas

Nesta terça-feira (21) de julho, o Escritório Regional do Sebrae-SP oferece para os empreendedores de Américo Brasiliense o Balcão do Microcrédito. O objetivo é facilitar o acesso a empréstimos de pequeno valor para quem deseja abrir um negócio, aos microempreendedores individuais e às microempresas locais. 

As inscrições são gratuitas e estão abertas pelos telefones 3392-7318 e 3332-3590. O evento será realizado no CEAT de Américo Brasiliense, que fica na Avenida Benedito Storani, 661. Os interessados poderão optar por participar no período da manhã, das 9h às 12h, ou à tarde, das 14h às 17h. Nos dois períodos, o balcão abrirá com credenciamento, terá informações sobre as condições de acesso às linhas de microcrédito disponíveis no mercado e rodadas de crédito com atendimento individual das instituições financeiras especializadas em microcrédito.       

“O acesso a crédito é assunto recorrente no universo dos empreendedores e gera uma alta demanda por soluções que aproximem as instituições financeiras e os pequenos negócios. O evento tem o objetivo de orientar sobre o planejamento adequado antes de fazer um empréstimo e facilitar o acesso às linhas de crédito disponíveis”, explica a analista de negócios do Sebrae-SP Araraquara, Luciane Girasolo.
SERVIÇO     

Balcão do Microcrédito em Américo Brasiliense

Data: 21/07 (terça-feira)

Horários: 9h às 12h ou 14h às 17h

Local: CEAT de Américo Brasiliense

Endereço: Rua Benedito Storani, 661 - Vila Cerqueira

Informações e inscrições: 16 3392-7318 / 16 3332-3590

Gratuito

Programação:
9h
|
Recepção
9h10
|
Abertura/Apresentação
10h
|
Rodadas de crédito
12h
|
Encerramento período manhã
14h
|
Recepção/Credenciamento período tarde
14h10
|
Abertura/Apresentação
15h
|
Rodadas de crédito
17h
|
Encerramento período tarde

 

Mais informações para a imprensa:
Máquina Public Relations a serviço do Sebrae-SP
Fernanda Helene
Tel. (16) 9 8144-6007